A Volta ao rubro com novo  Camisola Amarela

7a Etapa 156,2km 8/08, Bragança / Montalegre (Serra do Larouco) durante a 81ª Volta a Portugal Santander 2019, Foto PODIUM / Paulo Maria

Joni Brandão da Efapel é o novo líder da 81ª Volta a Portugal Santander.

Com a chegada a Montalegre, Serra do Larouco, o corredor da Efapel assumiu o primeiro lugar da classificação geral com uma diferença escassa, um segundo apenas, para João Rodrigues (W52-FC Porto). O anterior comandante, Gustavo Veloso, caiu para a terceira posição e está agora a 15 segundos da nova Camisola Amarela Santander.
A 7ª etapa, que começou em Bragança, revolucionou as contas da Volta ao terminar com um Prémio de Montanha de 1ª categoria instalado no segundo ponto mais alto do território continental português. Luís Gomes (Radio Popular Boavista) venceu no topo da Serra do Larouco envolvido num intenso nevoeiro, mas nem assim a Camisola Azul Liberty Seguros deixou de brilhar porque, cada vez mais, é o “Rei dos Trepadores”. Gomes terminou dois segundos à frente de Hugo Sancho (Miranda-Mortágua) e do suíço Matthias Reutmann (Swiss Race Academy).

O mau tempo no topo do Larouco levou a organização a adiar a cerimónia de pódio para as 12h45 desta sexta-feira, momentos antes da partida da 8ª etapa, em Viana do Castelo. Esta decisão não permitiu ver em Montalegre os novos líderes. Ao nível da Juventude também houve alteração: o espanhol Unai Quadrado (Equipo Euskadi) é o melhor jovem em prova, Camisola da Juventude Jogos Santa Casa. A W52-FC Porto perdeu a Amarela e a classificação coletiva por troca com a Rádio Popular-Boavista, mas continua com a Verde Rubis Gás dos Pontos com Daniel Mestre.

Volta vai continuar a subir
Na 8ª e antepenúltima etapa, os corredores saem de Viana do Castelo em direção a Felgueiras. Até à meta, no Monte de Stª Quitéria, vão percorrer 156,6 quilómetros. Este final de etapa é mais um dos regressos à Volta porque desde 2008 que o município felgueirense não recebia a prova.