Atlético de Madrid vai reduzir vencimentos para salvar o clube

© Ivo Carvalho | Sport On Stage

Miguel Ángel Gil Marín, diretor executivo do Atlético de Madrid, explicou a medida numa carta enviada aos sócios.

“Uma situação tão séria quanto esta obriga-nos a tomar decisões tão complicadas quanto necessárias para o bem da entidade. Quero agradecer a todos que trabalham no clube por seu esforço especial nesses dias difíceis.
Infelizmente, e com o único objetivo de garantir  a sobrevivência do clube, somos obrigados a solicitar um Expediente de Regulação Temporal de Emprego para os profissionais que, devido ao estado de alarme declarado em Espanha, não podem realizar seu trabalho por haver cessado completamente a sua actividade, bem como para aqueles cujo horário de trabalho foi reduzido significativamente.
Ambos os casos afetam funcionários e jogadores e técnicos de nossas equipes. Estamos trabalhando para minimizar o impacto da medida e limitá-la ao que é estritamente essencial, para que, quando a competição voltar tudo funcionar como antes.
São decisões difíceis, mas a responsabilidade de salvaguardar o futuro do Atlético de Madrid obriga-nos a tal.”