Bagnaia dominou o GP de San Marino em MotoGP

Foto: @Twitter oficial MotoGP

M. Oliveira terminou em 11º lugar

Partindo de 5º lugar por ter sido penalizado 3 lugares, Bagnaia rapidamente chegou á frente. As primeiras voltas foram acidentadas: Pirro, Zarco e Pol Espargaró ficaram na 1ª curva, Miller que liderou inicialmente também caiu, assim como Bezzecchi. A partir daí ficaram 4 pilotos a rodar colados, Viñales atrás de Bagnaia, depois Bastianini e Luca Marini. Três Ducati contra uma Aprilia. A cerca de 8 voltas do fim Viñales fica para trás, assim como Marini, e Bastianini aproxima-se de Bagnaia. Até ao fim assistiu-se a uma luta entre os dois pilotos que irão ser companheiros de equipa em 2023, mas Bastianini nunca esteve em posição de ultrapassar Bagnaia. Foi 4ª vitória consecutiva do piloto italiano que está agora em 2º lugar do campeonato a 30 pontos de Quartararo, que terminou no 5º posto.

Miguel Oliveira que deixa a KTM no fim desta época, andou a maior parte da corrida a lutar com o seu colega de equipa pelo 10º posto, mas acabou por terminar em 11º devido a uma “Long lap penalty” por ter excedido por 2 vezes os limites da pista.

A próxima prova realiza-se a 18 de setembro em Espanha no Circuito de Aragón.

Classificação final:

– Francesco Bagnaia (Ducati)

– Enea Bastianini (Ducati)

– Maverick Viñales (Aprilia)

Texto de Mário Rui Monteiro