FIM EWC : A YART Yamaha venceu as 12 Horas do Estoril

Fotografia : Jorge Pereira | Sportonstage

A YART Yamaha venceu as 12 Horas do Estoril, num emocionante final de temporada, à frente da F.C.C. TSR Honda France e Wójcik Racing Team

Texto de Jorge Pereira

Decorreu este sábado a derradeira prova do FIM EWC, Campeonato do Mundo de Endurance 2019-2020. A YART Yamaha venceu as 12 Horas do Estoril, num emocionante final de temporada, à frente da F.C.C. TSR Honda France e Wójcik Racing Team. A Suzuki Endurance Racing Team terminou no 4º lugar em Portugal e conquistou o título FIM EWC 2019-2020.
A YART Yamaha e a F.C.C. A TSR Honda França, ambas a utilizar pneus Bridgestone, lutaram até ao último minuto de uma corrida cheia de ação e foram as únicas a completar 421 voltas ao circuito do Estoril. Depois de uma luta de 12 horas, a YART Yamaha venceu graças aos pilotos Karel Hanika, Marvin Fritz e Niccolò Canepa, com menos de 25 segundos de vantagem sobre a F.C.C. formada por Josh Hook, Freddy Foray e Mike di Meglio da TSR Honda França.
A equipa independente polaca, Wójcik Racing Team em Yamaha, terminou em terceiro depois de Gino Rea, Broc Parkes e Sheridan Morais fazerem uma corrida espetacular, encerrando a temporada na quarta posição da classificação geral, imprensada entre as equipes de fábrica.
A victória na classe Superstock foi para a equipa Team Moto Ain em Yamaha acabando no 8º lugar da classificação geral e desta forma sagrou-se campeã mundial desta categoria pelo segunda temporada consecutiva.
Estas 12 horas do Estoril serviram ainda para atribuir o 16º título mundial de endurance á Suzuki Endurance Racing Team. Competitiva q.b. e tendo o título mundial ao seu alcance, a Suzuki Endurance Racing Team lutou com o trio da frente até receber dois sinais de alerta na sua moto. Etienne Masson, Gregg Black e Xavier Simeon foram quartos classificados a 5 voltas do vencedor, mas suficiente para conquistar o ceptro mundial.
O pódio contou com a presença de Jorge Viegas, Presidente da FIM e contemplou as várias classes, EWC, Superstock, e posições no Mundial, providenciando momentos animados de convívio e camaradagem genuína que só existe na Endurance.
Ainda de salientar a homenagem a Hanspeter Bolliger que foi galardoado com o Troféu Anthony Delhalle EWC Spirit para homenagear a sua paixão de 38 anos pelas corridas de enduro e a última corrida da sua carreira no Estoril.