Jack Miller dominou por completo o GP do Japão em MotoGP

    Foto: Twitter oficial @MotoGP

    Miguel Oliveira terminou em 5º lugar

    Miller partiu do 7º lugar da grelha, fez um bom arranque e rapidamente chegou á liderança da prova. Quando chegou á frente distanciou-se de Jorge Martin e nunca mais parou de subir a distância para os restantes pilotos, pilotando de uma maneira muito superior aos demais.

    Os treinos foram marcados pela chuva e o dia de domingo foi o único com sol, daí a grelha de partida estar um pouco estranha, pois os líderes do mundial não estavam nos lugares cimeiros. Bagnaia que persegue o líder do mundial partia do 12º lugar, Espargaro de 6º e Quartararo do 9º lugar. Os três primeiros classificados estavam longe dos lugares cimeiros.  Quando se esperava uma corrida difícil para Quartararo, tudo correu ao contrário. Um erro dos mecânicos da Aprilia que não desligaram o limitador de rotações fez com que Espargaro tivesse de entrar nas boxes para trocar de mota no fim da volta de apresentação. Bagnaia que ganhou 4 das últimas 5 provas não conseguia sair dos lugares de trás e quando se aproximou de Quartararo que rodava no 8º lugar, caiu numa tentativa de ultrapassagem na última volta. Apesar de terminar em oitavo, Quartararo conseguiu aumentar a liderança do campeonato do mundo devido aos erros dos adversários.

    Miguel Oliveira partiu do oitavo lugar e fez um excelente arranque, ultrapassou Marc Marquez e o seu companheiro Brad Binder, instalando-se no 3º lugar a pouca distância de Miller e Martin. Possivelmente a tentativa de se chegar aos homens da frente fez com que degradasse os pneus da sua KTM, acabando por andar para trás até á 5ª posição. Terminou a prova com notórias dificuldades de aderência.

    A próxima prova realiza-se a 2 de outubro na Tailândia

    Classificação final:

    – Jack Miller (Ducati)

    – Brad Binder (KTM)

    – Jorge Martin (Ducati)