SPORTONSTAGE2016-10-05 12-58-26049

Lewis Hamilton em Baku “Aqui é preciso ter tomates”

Lewis Hamilton dominou no arranque do Grande Prémio da Europa. Foi o mais rápido nas duas primeiras sessões, deixando Nico Rosberg a quase sete décimos de segundo.

Mas quem acredita que ele passou em branco nos muros de Baku engana-se , já que no TL1, o inglês raspou o muro na curva 3, testando os limites da pista.

“É muito semelhante a Valência em muitos aspetos, mas a melhor parte é a combinação de curvas, como o Mónaco, onde tem que se atacar as zonas de travagem”, explicou Lewis Hamilton sobre as características do traçado, estreia na Fórmula 1.

“Fazemos a reta principal a 350 km/h. Vamos com o coração na boca. É um tremendo desafio estar no limite, mas estou a sentir-me bem e em casa”, salientou.

Ainda assim, Lewis Hamilton diz que “a configuração do traçado não é tão desafiador como esperava, mas é preciso ter tomates aqui, assim como no Mónaco.”

Hamilton comentou ainda as declarações dos outros pilotos sobre a questão da segurança da pista de Baku.

“Uma coisa é certa, esses pilotos lamentam tanto sobre tantas coisas… Realmente o piso é irregular na reta principal e não se consegue ver a curva 1 por causa da vibração do carro, por isso é muito difícil”, observou.

“Mas isso faz parte das corridas. Eles querem que seja suave, mais suave do que nunca, sem vibrações e sem solavancos, eles querem tirar todo o caráter e vida destas pistas”, atirou.

 

Últimas Reportagens.

P