MotoGP: Alex Rins ganha na Austrália e Bagnaia é o novo líder do mundial

    Alex Rins ganha GP da Austrália

    Miguel Oliveira partiu de 24º lugar e terminou em 12º

    Foi a melhor corrida do ano, com múltiplas ultrapassagens, e incerteza até á última volta. Os sete primeiros ficaram separados por menos de 1 segundo no final. Quem se levantou às 4h da madrugada, ou não dormiu, deu por bem empregue o seu tempo. Depois da chuva no warm-up, o sol brilhou para a corrida.

    Bagnaia partiu mal por não ter conseguido ligar o mecanismo de arranque da sua Ducati, e Jorge Martin perseguido por um renovado Marc Marquez ficaram na frente da prova. Bagnaia conseguiu chegar-se aos homens da frente, e Alex Rins partindo de 10º lugar foi passando sucessivamente toda a gente até se colocar em 3º lugar. Esta prova era importantíssima para Pecco Bagnaia pois estava a apenas 2 pontos de Quartararo no Campeonato do Mundo quando faltavam 3 provas para o final. Chegou a estar a 91 pontos de Quartararo, mas uma segunda parte desastrosa equilibrou as contas. Quartararo com uma mota visivelmente inferior às Ducati teve uma primeira saída de pista, e depois acabou por cair mais tarde. Mais outra prova com um final desastroso para Quartararo.

    Na frente da corrida, as ultrapassagens sucediam-se até estabilizarem os lugares da frente com Bagnaia, Rins e Marquez, depois seguia uma fila com mais 7 pilotos. Jack Miller dizia adeus às suas aspirações ao título, após ter sido abalroado por Alex Marquez.

    Marquez e Rins atacaram Bagnaia no final, e todos ficaram satisfeitos no fim por diversas razões. Rins ganhou a prova pela Suzuki, a marca que infelizmente vai deixar a MotoGP no fim do ano. Bagnaia ficou com 14 pontos de vantagem sobre Quartararo quando faltam 2 provas para o final. Alex Espargaró com o 9º lugar na prova deitou por terra as suas aspirações ao título.

    Miguel Oliveira sofreu 2 penalizações nos treinos, caiu para o último lugar e ainda tinha uma Long Lap Penalty para cumprir. Com um excelente ritmo, Miguel fez os possíveis e conseguiu terminar nos pontos, num excelente 12º lugar.

    A próxima prova será dia 23 de outubro na Malásia.

    Classificação final:

    – Alex Rins (Suzuki)

    – Marc Marquez (Honda)

    – Francesco Bagnaia (Ducati)

    Texto: Mário Rui Monteiro