O Melhor Ainda Está Para Vir!

Por João Nuno Silva*  adepto do Benfica              

Com a Supertaça, acabou a Época de Malucos ou, como dizem os ingleses, Silly Season, e começou a época da bola na relva e dos onze para cada lado.

 

Gostei da maneira como começou pois começou como acabou. Começou com a Supertaça (nunca sei se é o último troféu da época anterior ou o primeiro da nova época) que acabou por vir enriquecer o Museu Cosme Damião.

Surpreendentemente, este troféu foi ganho por uma equipa, que a dar importância aos “melhores” comentadores da nossa praça, está tão de rastos que o mais provável é vir a lutar para não descer de divisão.

Felizmente, não faço fé em tal gente. Consigo ter, agora com a idade, a maturidade suficiente para relevar tudo o que vai sendo dito na comunicação social e estar atento ao que se passa no campo e às explicações que o, excelente treinador, Rui Vitória vai dando.
Aparentemente a concorrência reforçou-se bem e, mesmo sem ser um Nhaga, prevejo um grande campeonato.

Supertaça – SL Benfica 3-1 Vit Guimarães. Fotografia: Ivo Carvalho | Sport On Stage

Ainda é cedo para falar de jogadores, mas não posso deixar de estar contente com o que vi do meu clube. Dez minutos “à Benfica” que renderam 2 golos marcados, vários golos falhados, algum sofrimento consequente e, por fim, um terceiro tento que afastou todos os receios de mandar a decisão do jogo para prolongamento e alguns adeptos para o hospital, numa crise de nervos.

Creio que foi o paradigma do que vai ser a época: Alegria, algum sofrimento e alegria no fim.

Os meus desejos para esta época são muito simples:

1.Ver as maiores “pelejas” apenas dentro do campo.
2.Ver aqueles que querem destruir o futebol português, a falhar em todos os seus intentos.
2. Ver o Penta- Inédito-Para-O-Meu-Clube a resultar um campeonato bem disputado em que vence o melhor, tal como aconteceu nos quatro campeonatos anteriores.
Para isso “só” temos de marcar sempre mais um golo que os nossos adversários.
Falta “afinar a máquina” mas já digo com toda a convicção que “O Melhor Ainda Está Para Vir”.

*João Nuno Silva é benfiquista desde pequenino