Tribunal indeferiu recurso e Rui Pinto vai ser extraditado no prazo de 8 a10 dias

Segundo fonte judicial à agência Lusa tribunal de segunda instância da Hungria indeferiu o recurso de Rui Pinto que vai ser extraditado assim como todo o material informático apreendido

Rui Pinto, que aguardou a decisão detido — estava em prisão domiciliária -, deve ser extraditado nos próximos dias a fim de ser presente às autoridades portuguesas para primeiro interrogatório judicial.

Na base do mandado estão o acesso aos sistemas informáticos do Sporting e do fundo de investimento Doyen Sports e posterior divulgação de documentos confidenciais, como contratos de jogadores do Sporting e do então treinador Jorge Jesus, assim como de contratos celebrados entre a Doyen e vários clubes de futebol.