SPORTONSTAGE2016-10-05 12-58-26049

Lewis Hamilton Equipara-se A Duo Alemão na Bélgica

Disputou-se este fim-de-semana, no circuito de Spa-Francorchamps, o Grande Prémio da Bélgica

Por José Bastos

Após 3 sessões de treino bastante disputadas, e com Ferrari e Mercedes a dividirem o protagonismo, na qualificação o recorde da pista foi superado por mais de 3 segundos, com Lewis Hamilton a conquistar a pole position igualando Michael Schumacher com 68 poles cada.

A corrida teve um início onde os quatro primeiros, Lewis Hamilton (Mercedes), Sebastian Vettel (Ferrari), Valtteri Bottas (Mercedes) e Kimi Raikkonen (Ferrari) não trocaram de posições mas onde não faltou emoção no meio do pelotão. De realçar o excelente arranque de Fernando Alonso que conseguiu colocar o seu Mclaren-Honda num impensável 7º lugar e ainda a incrível ultrapassagem de Esteban Ocon ao seu colega de equipa Sergio Perez com um toque à mistura entre os homens da Force India.

 

Numa corrida bem movimentada nas posições à porta do top5 foi um safety-car já no final que veio ainda apimentar um pouco mais as coisas. Os dois pilotos da Force India desentenderam-se de vez, e desta feita, com mais um toque entre ambos na chegada a Eau Rouge, Sergio Perez furou e distribui pedaços do seu pneu pela pista, enquanto que Ocon teria que trocar a sua asa dianteira.

Incidente entre os dois Force India.

Numa altura onde os dois primeiros rodavam separados por pouco mais que um segundo a entrada do safety-car trouxe emoção porque, enquanto Hamilton optou por colocar pneus macios no seu Mercedes (os mais duros oferecidos pela Pirelli para a prova), Sebastian Vettel colocou pneus ultra-macios. O recomeço foi bastante aceso com os dois primeiros do campeonato a colocarem-se lado a lado na recta Kemmel mas onde, um muito confiante Lewis Hamilton, não deu hipótese à que seria a última oportunidade do piloto alemão de passar para a frente da corrida.

Os dois principais concorrentes ao título deram espectáculo até final.

De salientar a excelente ultrapassagem de Daniel Ricciardo (Red Bull) ao finlandês da Mercedes na luta pelo degrau mais baixo do pódio. Kimi Raikkonen fecharia a corrida no quarto lugar após uma penalização de 10 segundos stop-and-go por não respeitar bandeiras amarelas. Bandeiras estas provocadas pelo quase homem da casa, Max Verstappen (Red Bull) que viu o seu motor Renault calar-se na frente dos milhares de holandeses que se deslocaram à Bélgica para apoiar o jovem piloto.

Mais um abandono do holandês, desta feita em “casa”.

De referir ainda, por um lado, a boa corrida de Nico Hulkenberg (Renault) que colocou o Renault na sexta posição, enquanto que por outro a desistência de Fernando Alonso que impressionou nas primeiras voltas.

O Grande Prémio da Bélgica em números.

Segue-se mais um Grande Prémio mítico, desta feita o de Itália, no circuito de Monza! A Scuderia parte para correr em casa com Vettel a liderar o campeoanto com mais 7 pontos do que Hamilton. Dará o alemão uma prenda aos Tiffosi?

 

Últimas Reportagens.

P