SPORTONSTAGE2016-10-05 12-58-26049

Moto GP Qatar: Vitória de Fabio Di Giannantonio

Miguel Oliveira não correu, pois fraturou a omoplata ontem, devido a uma queda

O azar de Oliveira esta época continuou este fim de semana no Qatar. Depois de uma boa partida ontem, na corrida sprint, passando de 17º para 11º na primeira curva, Oliveira caiu, arrastando Aleix Espargaró e Bastiani. Mas o pior estava ainda para vir: depois de uma ida ao centro médico do circuito, o piloto luso foi diagnosticado com uma fratura na omoplata. Vai perder o último grande prémio da temporada, em Valência, e os primeiros testes com vista á próxima temporada. A corrida sprint de ontem foi ganha por Jorge Martin que reduziu a diferença para o líder do campeonato, Bagnaia.

A corrida de hoje foi diferente. Pecco Bagnaia assumiu a liderança, e Martin depois de ter falhado a partida, foi caindo na classificação, acabando em 10º lugar. No fim da prova, Martin disparou contra a Michelin, dizendo que o pneu tinha um defeito.

Fabio Di Giannantonio que corre com uma Ducati de 2022, depois de ter feito uma grande prova ontem, terminando em 2º lugar, ganhou hoje, ultrapassando o campeão do mundo Bagnaia, a 4 voltas do fim. A ironia é que Di Giannantonio não tem equipa para correr em 2024. Marc Marquez vai para o lugar dele na Gressini, equipa patrocinada por uma empresa portuguesa, a “Oli”. Luca Marini, terminou no lugar mais baixo do pódio. Três pilotos italianos nos três primeiros lugares. A próxima prova, Valência dia 26/11 vai coroar o campeão do mundo de 2023, entre Pecco Bagnaia e Jorge Martin, separados por 21 pontos, quando estão 37 em disputa.

Classificação final:

  • Fabio Di Giannantonio (Ducati)
  • Francesco Bagnaia (Ducati)
  • Luca Marini (Ducati)

Texto: Mário Rui Monteiro @SportonStage

 

 

 

Últimas Reportagens.

P